Cotação Seguro de Vida

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Residencial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Empresarial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Automóvel

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Pessoal

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Foto: Luis Ivo Texto: Stéphany Franco

Governador Zema: TAC “comprado” pretende subtrair R$ 415 milhões de MG

Mesmo após comprovação de fraudes apontadas pela Operação Tempo de Despertar, valor a ser ressarcido a MG corre o risco de ser drasticamente reduzido
08/01/2019

A Seguradora Líder, contrariando o pedido da Operação Tempo de Despertar, coordenada pelo Delegado da Polícia Federal e hoje Deputado Federal eleito Marcelo Freitas, e pelo Promotor Público Paulo Márcio da Silva, que pretendiam o pagamento de R$ 500 milhões pelo reembolso de prejuízos causados ao estado de Minas Gerais, fez um pré-acordo de TAC (Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta) no valor de R$ 85 milhões – em suaves prestações – através de influente advogado e membro do Ministério Público, ligado ao governo anterior sob a gestão do PT. Os honorários do advogado para a realização do trabalho são na ordem de R$ 3,5 milhões.

O TAC em andamento, chamado de “acordão”, tem o objetivo de defender os interesses dos detentores do monopólio do Seguro DPVAT, ex-diretores e conselheiros por crimes cometidos, estimulando a impunidade que impera no Brasil.

Dependendo da aprovação, que será apreciada em Assembleia Extraordinária da Seguradora Líder a ser realizada no próximo dia 15 de janeiro, prejudicará o estado de MG, que se quer possui receita para pagar o funcionalismo público. O atual governador Romeu Zema precisa ter conhecimento. Para isso basta ouvir o eleito Deputado Federal Delegado Marcelo Freitas e o Promotor Público Paulo Márcio da Silva, coordenadores da Operação Tempo de Despertar, conhecendo os detalhes que subtrai de MG a vultuosa importância de R$ 415 milhões.

Simples assim.

 

LEIA TAMBÉM

DPVAT: Acordão antes da posse do novo governo

 

Assista o resumo da entrevista onde os coordenadores da Operação Tempo de Despertar sugerem o ressarcimento do DPVAT e o fim da Seguradora Líder

 

ANEXOS

1. Leia a minuta do Termo de Compromisso de Ajustamento e Conduta e o Protocolo de Obrigações.

2. Confira a inicial da Ação Civil Pública nº 216.17.005102-5 da Comarca de Diamantina (MG).

© Gente Seguradora - 2019 - Todos os direitos reservados