Trabalhe com a Gente

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro de Vida

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Residencial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Empresarial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Automóvel

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Pessoal

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Foto: Reprodução

Mercado segurador fatura quase R$ 200 bilhões em ano da pandemia

Com resultado de 0,3% abaixo do acumulado dos primeiros nove meses de 2019, o mercado de seguros continua aquecido pelo sentimento de aversão ao risco
16/11/2020

Conforme analisado pelo Blog de Jamildo (JC online), apesar da desaceleração da economia no período de maior índice de isolamento social, o mercado de seguros continua aquecido pelo sentimento de aversão ao risco, tanto de empresas quanto de pessoas físicas.

De janeiro a setembro, os segmentos supervisionados pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) responderam por R$ 198,07 bilhões em receitas, resultado apenas 0,3% abaixo do acumulado dos primeiros nove meses de 2019.

Outro movimento que chamou a atenção foi o crescimento do seguro prestamista, que até setembro respondeu por R$ 10,70 bilhões em receitas. Este tipo de produto garante o pagamento de empréstimos e outros financiamentos, como o habitacional, em caso de morte ou invalidez total do segurado.

Menor pressão sobre o consumo

Os segmentos automóvel (-4,1%), transporte (-7,4%) e garantia estendida (-15,5%), por sua vez, encolheram, reflexo dos meses de maior retração nas atividades do comércio e a mudança comportamental do brasileiro, que passou a ficar mais tempo em casa, trabalhando no esquema de home office.

As receitas com o seguro para automóvel totalizaram R$ 25,68 bilhões até o mês em análise, uma queda de -4,1% em relação ao período de janeiro-setembro de 2019.

© Gente Seguradora - 2019 - Todos os direitos reservados
Phurshell
× Como posso te ajudar?