fbpx

Trabalhe com a Gente

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro de Vida

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Residencial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Empresarial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Automóvel

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Pessoal

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Foto: Reprodução Fonte: CQCS (adaptado)

Entenda o papel das corretoras de seguros e a importância de uma boa escolha

O corretor de seguros é um especialista responsável por assessorar o segurado durante toda a vigência do contrato de seguro
17/01/2019

Hoje trataremos alguns pontos importantes sobre o papel das Corretoras de Seguros, que podem ser dicas valiosas a serem observadas. O corretor de seguros (empresa ou pessoa física) foi regulamentado pela LEI No 4.594, de 29/12/1964 e seu papel é atuar como um técnico especializado, legalmente responsável pela defesa dos interesses do segurado. Ao corretor cabe definir um contrato de seguro que atenda às necessidades específicas do segurado, nunca ao contrário, em favor da seguradora.

Todo negócio feito entre a seguradora e empresa precisa, obrigatoriamente, ser intermediado por um corretor devidamente habilitado, seja ele pessoa física ou jurídica, salvo exceções como por exemplo, operadoras de planos de saúde, que tratam diretamente com os fornecedores. Atualmente algumas corretoras se posicionam como consultoria de benefícios e agregam outros serviços para os clientes, oferecendo análises, controle e serviços adicionais. Isso pode funcionar muito bem, mas precisam ser muito bem combinados, pois dependem de tecnologia e controles que precisam estar presentes nos dois lados da relação. Segundo a FENANCOR, no Brasil existem 49.558 corretores pessoa física e 93.859 corretores pessoa jurídica.

Seguem alguns passos que julgamos ser importante definir antes da escolha de sua seguradora:

  • Escolha uma corretora com o seu perfil

Não se deixe enganar pelo tamanho. O processo de escolha de uma corretora precisa ser idêntico ao que se faz quando se contrata um colaborador, deve ter uma sintonia com seu modelo de gestão e estilo da empresa. Algumas serão mais lentas e burocráticas dado ao seu tamanho e outras com um nível de flexibilidade grande mas sem processos definidos, o que pode lhe trazer problemas no dia a dia. Excesso de processos e a falta deles são igualmente prejudiciais para a operação. O ideal é que a corretora colete todas as informações que são importantes para cada cliente e crie um “ranking”, com dados técnicos e outros, obtidos através de pesquisas com estes consumidores, para indicar uma contratação que tenha o máximo de elementos de aderência com o perfil do solicitante.

  • Tenha um contrato formal dos serviços oferecidos

A grande maioria dos serviços prestados por uma corretora são remunerados diretamente pelos prestadores de serviços, que são escolhidos para a sua empresa e intermediados pela corretora. Isso não significa que você pagaria mais barato por esse mesmo serviço se o fechasse diretamente, não existe nenhuma grande vantagem em não utilizar o seu serviço. Há uma informalidade muito grande neste segmento, limitando-se muitas vezes somente à carta de nomeação do corretor. Entendemos que ter um contrato formal de prestação de serviços, com o que a corretora irá entregar e com que frequência, é uma valiosa ferramenta para avaliação dos serviços que a empresa está recebendo, além de focar nos elementos importantes de controle de gastos e, quando se tratar de contratos com ajustes anuais, uma forma de gerenciar para não ter surpresas na renovação.

  • Tenha Indicadores claros de informações e prazos

Cada companhia tem uma característica muito própria de necessidade de informações e periodicidade de recebimento delas, mas existe um conjunto básico que deve ser visto e tratado com uma certa frequência e a forma como a corretora recebe e trata esses dados, de cada operadora faz toda diferença.

Em Saúde:

Sinistralidade – Perfil e Locais de utilização – Comparativo entre dados da saúde assistência e ocupacional – Casos crônicos – Utilização em emergência – Uso inadequado do produto

Em Transporte:

Custo per capta – Valores não consumidos em meses anteriores

Em Seguro de Vida:

Sinistros no decorrer da apólice – Mapeamento de possíveis agressores

Essas informações combinadas podem dar um panorama sempre atualizado e o deixarão livre de surpresas na renovação.

  •  O Operador do seu contrato precisa ser um especialista no seu negócio

Considere que o suporte e acompanhamento que será dado para sua empresa, durante a vigência de cada apólice, é o elemento fundamental para que os resultados ano a ano sejam adequados ao seu crescimento e ao mercado, para isso o operador da corretora que irá lhe atender precisa ser um especialista no seu negócio, tão bom quanto nos produtos que ele opera. Esse conhecimento vai fazer com que as propostas sejam mais aderentes, as soluções sejam mais rápidas e personalizadas para seu negócio. O mundo ideal é onde você tenha somete um ponto de contato que seja capaz de solucionar situações dentro e fora do ambiente da corretora.

  • Escolha a que é aliada da tecnologia

Não dá para pensar em agilidade, minimizar erros e ter menos processos com interferência manual sem olhar como cada corretor usa a tecnologia a seu favor. Motores de dados com alta capacidade de gerar informações a favor do seu empreendimento, precisam estar na linha de frente do negócio do seu corretor, assim como robôs de captura diária de dados para serem usados de acordo com as regras de elegibilidade de cada negócio e portais de informação tão dinâmicos que dispensam os pedidos infinitos de informação, que podem ser necessários para sua gestão dos benefícios.

Tudo isso está disponível hoje e só não usa quem não pensa em deixar seu cliente livre ou tem a pretensão de ficar respondendo e-mails ou chamados para cada necessidade do cliente.

Tenha ao seu lado quem escolheu a tecnologia para facilitar e não te prender a layout que só atende às seguradoras ou validações de dados que ficam sob sua responsabilidade. A palavra de ordem é integração!

© Gente Seguradora - 2019 - Todos os direitos reservados