fbpx

Trabalhe com a Gente

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro de Vida

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Residencial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Empresarial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Automóvel

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Pessoal

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

DPVAT: Seguradora Líder cancela Assembleia com as consorciadas

Reunião aconteceria nesta terça-feira, no Rio de Janeiro
30/10/2018

Em nota divulgada no dia 26 de outubro, a Seguradora Líder, que administra o DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres), informou o cancelamento da Assembleia Extraordinária marcada – originalmente – para às 14h30 do dia 30 de outubro, na sede da reguladora do consórcio, no Rio de Janeiro.

O motivo para a revogação, até o momento da redação desta matéria, não foi informado. No entanto, acredita-se que a matéria veiculada na semana passada, pela newsletter @GenteDPVAT, com as denúncias sobre o “acordão” entre a Seguradora e o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, pode ter influenciado na decisão da diretoria da Líder. Na oportunidade, seriam apreciados o Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) e o Protocolo de Obrigações, a serem firmados com o Ministério Público do Estado de Minas Gerais.

Nos moldes em que foi publicado, o TAC serve apenas em defesa dos interesses dos detentores do monopólio do Seguro DPVAT e as custas da moralidade pública. O acordo estimula a impunidade que impera no Brasil, o que contraria os pressupostos da Operação Tempo de Despertar, da Polícia Federal. Além disso, prevê que a Seguradora Líder pague R$ 85 milhões para o Governo de Minas Gerais, como forma de ressarcimento, devido a fraudes praticadas na região de Montes Claros, Janaúba, Pirapora e – posteriormente – nas demais regiões do Estado.

Tal acordo abre brecha para que outros 26 estados brasileiros entrem com pedido de ressarcimento na Justiça. Caso isso ocorra, o montante a ser pago pela Líder chegará a quase R$ 2.300.000.000,00 (dois bilhões e trezentos milhões de reais).

Espera-se que, com a eleição de Romeu Zema (Novo) ao governo de Minas Gerais, o Estado cobre efetivamente os danos causados pela Seguradora Líder às vítimas de acidentes de trânsito.

Categorias: DPVAT
© Gente Seguradora - 2019 - Todos os direitos reservados