Cotação Seguro de Vida

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Residencial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Empresarial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Automóvel

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Pessoal

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

DPVAT: CNseg e Fenacor em rota de colisão

A Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) decidiu refutar qualquer proposta que prega a extinção do sistema de consórcio de seguradoras que hoje gerencia o DPVAT. E, nessa linha, demonstra…
07/03/2017

A Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) decidiu refutar qualquer proposta que prega a extinção do sistema de consórcio de seguradoras que hoje gerencia o DPVAT. E, nessa linha, demonstra aparente preocupação com o que chama de “reformas radicais” que estariam sendo sugeridas ao governo, como noticiado recentemente pela imprensa, numa alusão à proposta da Fenacor – a Federação Nacional dos Corretores de Seguros que dias atrás veio a público defendendo a livre concorrência na oferta e distribuição do produto em um projeto encaminhado à Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a outros órgãos da esfera federal.

O posicionamento pela manutenção do modelo atual do DPVAT, que mantém a corretagem à margem do processo, foi decidido pelo Conselho Diretor da CNseg em apoio incondicional à Seguradora Líder, gestora exclusiva do seguro. Através de ofício, a opinião da confederação se fez chegar no começo de fevereiro ao superintendente da Susep, Joaquim Mendanha de Ataídes, um corretor de seguros egresso do sindicato goiano da categoria. O ofício estabelece pensamento frontalmente contrário ao da Fenacor, demarcação que pode estremecer a política de boa vizinhança que tem prevalecido entre as duas entidades nos últimos anos.

No ofício, a CNseg destaca a eficácia do consórcio no pagamento de indenização, em todo território nacional, dentro do prazo regulamentar de 30 dias, cobrando “prêmio módico”, inserido no documento único de trânsito. Esta sistemática, segundo a entidade, proporciona um índice de inadimplência que ela julga “relativamente baixo” para um seguro obrigatório de massa, cujas demonstrações financeiras são periodicamente apresentadas à sociedade.

A entidade carimba seu apoio aos esforços da Seguradora Líder para aperfeiçoar as operações do seguro, “especialmente no tocante às medidas de combate à fraude”. A redução dos recursos direcionados para o pagamento de indenizações – de R$ 3,004 bilhões, em 2014, para R$ 1,710 bilhão, em 2016 -, é apontada como prova de resultado de ações de combate à fraude. Entre elas, o documento cita a centralização das regulações de sinistros, como também “maior e mais ativa participação dos corretores de seguros [no atendimento às vítimas de acidentes de trânsito]”.

A CNseg diz reconhecer, contudo, que o seguro DPVAT ainda é visto negativamente “em certos setores da sociedade”, devido ao ainda “significativo número de fraudes infligidas ao sistema […]”. Mais à frente, admite também que é preciso melhorar a governança da Seguradora Líder, bem como seus controles internos e sistemas informatizados, entre outros quesitos.

“Nesse contexto – prossegue o ofício encaminhado à Susep – esta Confederação coloca-se à disposição para colaborar com essa Superintendência no aperfeiçoamento de normas e procedimentos, mas sempre ponderando que não é de interesse da sociedade brasileira abolir um modelo que cumpre as finalidades sociais para as quais foi criado. Entre essas finalidades incluem-se a indenização tempestiva e sob regime de responsabilidade objetiva […], o pagamento do prêmio […] mediante sistema eficiente de arrecadação e a expressiva contribuição financeira para órgãos governamentais […SUS e Denatran].”

Acesse abaixo e leia na íntegra o ofício da CNseg à Susep

Categorias: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Gente Seguradora - 2023 - Todos os direitos reservados.
× Como posso te ajudar?