fbpx

Trabalhe com a Gente

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro de Vida

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Residencial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Empresarial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Automóvel

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Pessoal

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Foto: Reprodução Fonte: CQCS

Corretor de Seguros deve ficar atento à nova oportunidade que surgirá em 2019

O aumento do número de obras públicas ou privadas refletirá também no mercado de seguros
14/02/2019

A retomada do crescimento econômico provocará o aumento do número de obras públicas ou privadas e, em sequência, se refletirá também no mercado de seguros. Portanto, o corretor de seguros deve ficar atento à nova oportunidade que surgirá em carteiras como a de riscos de engenharia, por exemplo.

Os seguradores continuam apostando nessa modalidade. Segundo o presidente da Comissão de Riscos de Engenharia da FenSeg, Fabio Silva, é cada vez maior o volume de seguros contratados inclusive para as pequenas obras. “Atualmente, as seguradoras estão trabalhando com produtos de Riscos de Engenharia para pequenas obras com facilidade de contratação, sem burocracia”, afirma o executivo, em entrevista para o portal da CNseg.

Ele acrescenta que, entre as facilidades criadas pelo mercado, está a possibilidade de emissão da apólice no mesmo dia. “O seguro de Riscos de Engenharia é muito importante para a saúde financeira de uma construção. Ele protege o investimento do segurado, garantindo que eventos imprevistos, como roubo ou danos da natureza, não prejudiquem a conclusão da obra”, destaca.

Fabio Silva explica ainda que a precificação para contratação do seguro de uma obra depende de diversos parâmetros, incluindo o valor da obra, prazo de conclusão e as coberturas adicionais contratadas com seus respectivos limites de indenização.

Além disso, outro fator predominante para a precificação do seguro é a exposição ao risco, que está diretamente relacionada à complexidade da obra construída. “Uma obra de metrô, devido a sua complexidade, terá um valor muito maior que uma obra de edifício”, exemplifica.

Ele frisa ainda que, normalmente, quem contrata o seguro é o responsável pela construção da obra, ou seja, empreiteiras ou construtoras. No entanto, conforme a natureza da construção, ele também pode ser contratado pelo dono da obra, pelo engenheiro ou até mesmo por um arquiteto.

Por fim, Silva observa que esse seguro tem como objetivo garantir a indenização relacionada aos danos súbitos e imprevistos ocorridos durante a execução de suas obras. Assim, a abrangência do seguro envolve desde obras de grande porte, como metrôs e rodovias, até obras de pequeno porte, como prédios residenciais ou casas e simples reformas. A vigência contempla todo o período de obras, que se inicia a partir da descarga dos materiais de construção no local da obra, até a conclusão integral da construção do empreendimento.

© Gente Seguradora - 2019 - Todos os direitos reservados