fbpx

Cotação Seguro de Vida

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Residencial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Empresarial

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Automóvel

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Cotação Seguro Pessoal

Olá, sou o gentil, quero conhecer um pouco de você.

É rápido, basta preencher os dados abaixo e selecionar a forma de atendimento.

Lei do Desmonte volta à cena em novo ciclo de palestras

A Fenacor), a Funenseg) e a CNSeg) voltam a promover, em parceria, o ciclo do seminário ‘Lei do Desmonte, Acidentologia e Vitimação no Trânsito’, em segunda edição, prevista para acontecer neste segundo semestres…
11/07/2017

A Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor), a Fundação Escola Nacional de Seguros (Funenseg) e a Confederação Nacional das Seguradoras (CNSeg) voltam a promover, em parceria, o ciclo do seminário ‘Lei do Desmonte, Acidentologia e Vitimação no Trânsito’, em segunda edição, prevista para acontecer neste segundo semestres. Os organizadores do seminário, que conta com o apoio dos sindicatos dos corretores de seguros (Sincors) e das seguradoras (Sindsegs), preveem divulgar em breve o calendário com as cidades e capitais onde os eventos serão realizados.

A nova etapa reunirá, em diferentes estados, as autoridades locais de trânsito e de segurança pública, além de representantes da sociedade civil organizada, corretores de seguros e seguradores, com o intuito de apresentar os impactos positivos da Lei Federal 12.977/14, conhecida como Lei do Desmonte, que completou o segundo ano de vigência no último dia 20 de maio.

De acordo com Armando Vergilio, presidente da Fenacor, nos estados onde a lei foi regulamentada, como São Paulo, por exemplo, houve queda significativa de furtos e roubos de veículos. Isso porque os desmanches clandestinos são os grandes alvos da nova legislação, uma vez que recebem as peças dos carros roubados, repassando-as por encomenda.

A Lei do Desmonte também viabilizou o chamado seguro popular de automóveis, regulamentado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), que permite o uso de peças recondicionadas, mas com garantia do Inmetro, no conserto de veículos segurados acidentados – o que se reflete no preço final do produto. Com a lei, acredita-se que os milhões de donos de veículos que circulam sem qualquer proteção tendem a recorrer ao seguro.

“O consumidor é o principal beneficiado, seja pela economia ou pelo acesso a um serviço que antes não tinha condições de adquirir. O seguro auto popular é ainda a melhor ferramenta de combate ao mercado marginal, que vem causando enormes prejuízos aos consumidores desinformados, com a comercialização irregular da chamada ‘proteção veicular’ por entidades e cooperativas que não têm autorização legal para atuar”, explica Armando Vergilio.

Ele destaca ainda que a lei provoca reflexos positivos nos cofres públicos e nas economias regionais. Isso porque as oficinas de desmontagem legalizadas são cadastradas e inscritas nas secretarias de Fazenda. “Assim, além da geração de impostos, ao tornarem-se legais, os desmontes precisam contratar funcionários com direitos trabalhistas garantidos”, conclui Vergilio.

Categorias: Notícias
© Gente Seguradora - 2019 - Todos os direitos reservados